segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Não é engraçado?

Não é engraçado como R$10,00 parecem tanto quando o levamos à Igreja e tão pouco quando vamos ao shopping?
Não é engraçado como uma hora é tão longa quando servimos a Deus, mas tão curta quando assistimos um jogo de futebol?
Não é engraçado como duas horas na Igreja parecem mais longas do que quando assistimos um filme?
Não é engraçado como não achamos as palavras quando oramos, mas elas estão sempre na ponta da língua para conversarmos com um amigo?
Não é engraçado como ficamos empolgados quando um jogo vai para a prorrogação, mas reclamamos quando o sermão dura mais que o normal?
Não é engraçado acharmos cansativo ler um capítulo da Bíblia, mas é fácil ler 100 páginas do último romance de sucesso?
Não é engraçado como queremos sempre as cadeiras da frente no teatro ou em um show, mas sempre sentamos no fundo das Igrejas?
Não é engraçado como precisamos de 2 ou 3 semanas de antecedência para agendar um compromisso na Igreja, mas para outros programas estamos sempre disponíveis?
Não é engraçado como temos dificuldades em aprender a evangelizar, e como é fácil aprender a contar fofocas?
Não é engraçado como acreditamos nos jornais, mas questionamos a Bíblia?
Não é engraçado como todo mundo quer ir para o céu desde que não tenha que acreditar, dizer ou fazer nada?
Não é engraçado como mandamos milhares de piadas pelo e-mail que se espalham como um vírus, mas quando recebemos mensagens sobre o Senhor não reenviamos para ninguém?
Não é engraçado termos que nomear esse texto como se fosse uma piada para ver se alguém termina de ler?
NÃO É ENGRAÇADO?
Você está rindo ou está pensando?
Não é engraçado que se você for enviar esta mensagem por e-mail, vai excluir um monte de gente que você acha que não acredita em nada?
É engraçado? Não...Não é nada engraçado. A muito tempo pessoas postam esse mesmo artigo em blogs e no orkut, resolvi fazer o mesmo por achar que isso acontece de verdade em nossas vidas. Como sempre fazemos aquilo que não é bom aos olhos de Deus, porque é para isso que o nosso coração está inclinado, porém, ao sermos alcançados para Deus, através de Cristo Jesus e seu sacrifício na cruz, o que se espera é uma mudança de atitude, de pensamentos, de ideal, de vontade, de renúncia, de propósito, dentre tantas outras mudanças, e isso acontece no início quando reconhecemos nossa necessidade por Deus e o sacrifício de Jesus, porém, com o passar dos anos nos esfriamos ou entramos no círculo vicioso da religiosidade (tenho que estar em todas as reuniões e seguir sempre os mesmo ritos, senta, levanta, senta, fecha os olhos, e por aí vai) e de verdade não sei mais o que fazer a não ser entregar TUDO nas mão de Deus e esperar d'Ele no mínimo misericórdia.

"Eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum. Com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço."
Romanos 7:18 e 19

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...