sábado, 28 de março de 2009

A nova vida: a salvação.

“Porque o Filho do Homem veio salvar o que se tinha perdido” Mateus 18:11.

Com que alegria o pastor que tanto buscou sua ovelha falou ao voltar para casa: “Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida” Lucas 15:6!

Estar perdido significa ter fugido da voz do Pastor, do chamado do Evangelho e ter desprezado a graça de Deus. É expor-se a comparecer diante do “grande trono branco” e ser “lançado no lago de fogo” Apocalipse 20:11,15.

“Que é necessário que eu faça para me salvar?”, perguntou o carcereiro de Filipos a Paulo e Silas. A resposta foi imediata: “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa” Atos 16:30-31.

Porém essa resposta não é uma fórmula que se recita. Ela implica, como o próprio Paulo testificava em Éfeso com persistência, na “conversão a Deus e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo” Atos 20:21.

Notemos que a conversão a Deus está em primeiro lugar (compare com Lucas 24:47, literalmente: o arrependimento que conduz ao perdão de pecados). Arrepender-se é mudar de pensamento em relação a Deus, a si mesmo e ao pecado. Antes da conversão, talvez uma pessoa ignorasse a Deus, ou zombasse dEle (“se Deus existisse”…), ou pensasse que “o bom Deus sem dúvida vai levar em conta minha vida justa para me receber no céu”. Porém, Deus Se revela como Deus santo, o Deus justo; Deus, que é amor, também é luz.

“Enquanto tendes luz, crede na luz, para que sejais filhos da luz” João 12:36.

“Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo” Romanos 10:9.

Se a luz divina iluminar minha consciência, não poderei pensar mais que minha vida é correta e que posso agradar a Deus o bastante para ir para o céu. A luz de Sua Palavra mudará meus conceitos: “Não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” Romanos 3:22-23. “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados” Efésios 2:1. “O salário do pecado é a morte” Romanos 6:23, e não somente a morte física, mas também a eterna separação de Deus.

O arrependimento conduz à fé em nosso Senhor Jesus Cristo. “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus” Efésios 2:8. A fé na Palavra de Deus aceita que “Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” Romanos 5:8, ou seja, que Ele morreu em nosso lugar: “Jesus, nosso Senhor, o qual por nossos pecados foi entregue e ressuscitou para nossa justificação” Romanos 4:25.

Ninguém é salvo pelas boas obras que pratica: “Deus, nosso Salvador… não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas, segundo a sua misericórdia, nos salvou” Tito 3:5. É um grave erro pensar que é necessário, de alguma maneira, completar a obra de Cristo em relação aos nossos pecados, fazendo boas obras que nos trarão méritos Efésios 2:9.

No entanto, depois da salvação as boas obras devem se manifestar como fruto natural do Espírito Santo. Fomos “criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” Efésios 2:10.

“Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus” João 3:3.

Primeiro vem o arrependimento e a fé que acompanha o “novo nascimento” João 3:3-6; depois, as boas obras que Deus preparou, feitas por reconhecimento ao amor dEle: “Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados” 1 João 4:10.

Podemos, pois, considerar a salvação sob três perspectivas:

– Em relação ao passado: “sois salvos” Efésios 2:5,8; “Deus… nos salvou” 2 Timóteo 1:8-9. A certeza de ser salvo se apoia sobre a fé na Palavra de Deus.

– Em relação ao presente, o crente é salvo “por sua vida” Romanos 5:10, pela intercessão de Cristo Hebreus 7:25.

– Em relação ao futuro, Romanos 13:11 nos diz: “A nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé”. Nós esperamos “a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo” Romanos 8:23. “Esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas” Filipenses 3:20-21.

Porém, a salvação em si mesma também apresenta diversos aspectos: o perdão, a purificação, a redenção, a justificação, a reconciliação, a santificação. “Ao único Deus, Salvador nosso, por Jesus Cristo, nosso Senhor, seja glória e majestade, domínio e poder, antes de todos os séculos, agora e para todo o sempre. Amém” Judas 1:25.

Fonte: irmaos.com (Devocional Boa Semente)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...