segunda-feira, 20 de abril de 2009

Um coração que bate.

Sim, eu tenho um coração que bate, embora muitas vezes duvide disso.

Notei isso depois de um momento em profundo silêncio mergulhando na leitura de um livro e ao som de uma música. Percebi que tenho um coração que bate no momento exato que, diante dos meus olhos, a veia no meu pulso pulava. Era um pulsar de chamar a atenção.

Ali mesmo, sentado, segurando um livro, me dei conta daquela veia que insistia em pulsar e imediatamente não prestei atenção na leitura e a melodia não ecoava mais em meus ouvidos, porque havia percebido que tenho um coração que bate.

Fiquei paralisado por alguns... segundos, tempo suficiente para viajar. Acho que nesse momento viajei direto ao coração de Deus. Senti uma paz invadir minha alma, senti o nada aumentar cada vez mais até perceber de novo que o meu coração batia.

Meu Deus, ainda que eu peque, ainda que não ame ao próximo, ainda que me afunde no orgulho, ainda que me deixe dominar pela raiva, ainda que nada faça sentido, o Senhor permite ao meu coração o milagre da vida.

Ainda que você pense que sou frio, calculista e inseguro, ainda que minhas ações permeiem por atitudes nada convincentes, ainda que para você sou e estou tão distante por falta de comunhão, mas tão perto por falta de perdão, quero dizer que: "Te perdoo de coração!", pois percebi hoje que ele (meu coração) bate e a cada dia quero que bata em sincronia com o coração de Deus.



Não... não é preciso se aproximar, não é para isso que serve o perdão, mas se quiser se libertar pratique essa ação, ouça o seu coração e libere o perdão.

Continuo o mesmo de antes, talvez para você sou um 'sem noção', mas o que tem verdadeira noção nesta vida? É verdade, continuo raivoso, orgulhoso, não consigo amar a todos os meus desafetos (embora alguns nem me lembre mais, cicatrizou), mas isso não quer dizer que eu não tenho um coração.

"Um homem pode ter cem filhos e viver muitos anos. No entanto, se não desfrutar as coisas boas da vida, digo que uma criança que nasce morta e nem ao menos recebe um enterro digno tem melhor sorte que ele." Eclesiastes 6:3

3 comentários:

Levi Bronzeado disse...

Prezado Rodrigo Melo

Gosto de ouvir o poeta, porque ele não finge a dor que sente, principalmente quando resolve abrir o peito e mostrar numa linguagem sentimental, o seu próprio coração pulsando, pulsando...

Parabéns

Levi B. Santos(Ensaios & Prosas)

Emeurgência na Igreja disse...

opa ja ta adicionado teu banner lá manão! é um grandfe prazer pra mim adiciona-lo fica com Jesus!

Rodrigo Melo disse...

Olá Levi.Muito bom tê-lo por aqui!

Seu comentário é sempre bem vindo. É um estimulo a continuar escrevendo sobre o que sinto.

Obrigado mais uma vez!
A PaZ!

Fala Leandro.Muito obrigado por adicionar meu banner, é um prazer recebê-lo aqui.

A PaZ!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...