domingo, 31 de maio de 2009

Acertando as finanças.

Por Pr Lyncoln Napoleão Nicodemos - Crer e Pensar

Com certeza, uma das coisas que mais nos tiram o sono é a nossa vida financ
eira. Tenho visto muita gente perder a paz, destruir o casamento e a própria vida por conta da má administração de suas finanças. O que acho interessante é que neste aspecto nos assemelhamos muito com todos aqueles que não temem a Deus. Acho até que na parte financeira de nossa vida a gente costuma fazer assim: 10% é o dízimo, oferta (só quando tiver dinheiro sobrando), o resto “é todo meu”.

Se separamos, quase sempre, a nossa vida em 2 partes; aquilo que é santo daquilo que é secular, a área financeira nem se fala. Não vejo muitos buscarem a Deus em oração pedindo sabedoria para administrar seus recursos, nem pedindo perdão a Deus quando a família toda sofre por conta da incompetência na administração do próprio salário, nem quando entram no SPC ou Serasa. Tem pessoas que jogam o nome do Evangelho na lama quando são maus pagadores. Vivem mentindo! Dizem aos credores que vão pagar suas dívidas, mas estão sempre com uma desculpa esfarrapada na ponta da língua.

Mas como fazer para dar a volta por cima? Para sair das dívidas e restaurar a harmonia no casamento e na família. A atitude básica que todo o cristão deve adotar é relembrar que tudo o que temos, todas as nossas posses, pertencem ao Senhor. Toda a nossa perspectiva sobre bens materiais, incluindo nosso salário, muda quando reconhecemos que, afinal de contas, Deus é o dono de tudo (ver Sl 24:1). Ele nos dá 100% do que temos e quer que sejamos bons administradores dos recursos que Ele mesmo nos dá. Isso também traz glória ao Seu Santo nome! Por isso, devemos estabelecer um sistema de valores baseado na Palavra de Deus, pois vivemos numa sociedade que não se cansa de deturpar verdades divinas imutáveis (ver Mt 6:33, Mt 6:19-20, Tg 1:9-11). Nuca devemos fazer distinção entre o sagrado e o secular (ver 1 Co 10:31).


Evite estes perigos:



1. Desejar enriquecer rapidamente: crescer financeiramente sem vender os valores cristãos não é fácil, por isso seja o melhor no que você faz e confie em Deus também para o seu crescimento profissional. Não se esqueça que Deus e a família vem antes que qualquer coisa. Veja Pv 28:22.

2. Copiar o padrão financeiro de outras pessoas ou que a sociedade ensina: Muita gente se deixa levar pela inveja e pela cobiça. Precisam ter algo para ser algo, isso é muito triste. Infelizmente, os meios de comunicação são excelentes propagadores deste estilo de vida. Seja como “fulano”, tenha isso e terá aquilo… Veja Hb13:5.

3. Comprar coisas desnecessárias: o apelo da mídia incentiva o consumismo, procura despertar uma necessidade que, na realidade, não existe. Você tem coisas em sua casa que arranjou um motivo para comprar e que nunca usou de verdade? Seja sincero!

4. Comprar a prazo: só compre a prazo se necessário, e tendo o dinheiro para pagar as parcelas. Sempre evite os juros. Tem gente que é dominada pelo cartão de crédito e pelo crediário fácil. Esquecem que no fim do mês chega a fatura, e quase sempre vivem de pagar o mínimo ou apenas os juros.

Como escapar das dívidas:

1. Reconheça que não é da vontade de Deus que as pessoas contraiam dívidas: ver Sl 37:21, Rm 13:8, Pv 22:7.

2. Procure saldar a dívida: se você é casado, é preciso haver uma decisão do casal nisso, um verdadeiro compromisso. Um dos problemas mais comuns a enfrentar depois da decisão de limpar o nome é controlar os maus hábitos. Se policie!

3. Estabeleça prioridades quando for fazer compras: adquira o que é estritamente necessário. Nessas horas deixe o orgulho de lado, passe o tempo que for necessário para pagar as dívidas sem fazer mais dívidas. Só compre algo depois de liquidar tudo! Se esforce, você não vai morrer se passar mais um tempo sem comprar roupas, calçados ou outras coisas! Faça um plano para pagar as dívidas o quanto antes. Coloque toda a família a par da situação, isso é muito importante.

4. Não peça dinheiro emprestado a não ser em casos de emergência.

5. Seja honesto em seus negócios pagando a “César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”: o Senhor quer que contribuamos não apenas quando é fácil, mas também nas horas difíceis. Tem gente que sempre corta o dízimo quando se mete em crise financeira!

6. Faça um orçamento familiar: o marido e a esposa devem fazê-lo juntos. Com um orçamento fica mais fácil de controlar o que se ganha e o que se gasta. Seja numa planilha no excel, numa folha impressa ou numa caderneta, faça o seu.

Três imperativos:

1. Não deve haver segredos entre o casal. Tanto o marido quanto a esposa devem estar cientes da situação financeira de sua casa. Se você é casado não esconda do seu cônjuge a realidade financeira da família, pois afinal sempre o melhor caminho é a verdade e a transparência.

2. Não deve haver entre o casal uma situação de “mestre/escravo”: “eu trabalhei, ganhei esse dinheiro e portanto vou decidir como gastá-lo”. Tem muito marido que se acha “dono do dinheiro” porque trabalha e a mulher não (e vice-versa). Cuidado com esse pensamento, pois quem nos dá tudo é o Senhor. Lembre-se também que se sua esposa é dona de casa ela tem muito trabalho todo dia. Deixe o machismo besta de lado!

3. Não deve haver desonestidade: se o casal fez um orçamento ou planejamento, os 2 devem se comprometer a serem fiéis a ele.

Dica: Ouça um podcast que tem tudo a ver com esse assunto em Irmaos.com

º Dinheiro - Parte 1 e Parte 2

2 comentários:

®enata disse...

Oi Ro,
Graça e paz do Senhor Jesus!

Pode postar sim o Projeto Leitura em seu blog.
Toda ajuda é muito importante.

Ah, depois eu te contato através de email, e te envio o seu banner de colaborador do projeto.
Se você precisar de alguma imagem em especial, ou de maiores dados sobre o Projeto, pode me contatar, que estarei te enviando aquilo que precisar.

Obrigado também pelo interesse por este Projeto...Graças a Deus já recebi alguns emails...e isso me alegra o coração.
Estamos realmente necessitados. Não vejo ainda muita mobilização quanto a leitura em nossas igrejas, mas creio que em nome de Jesus, portas serão abertas.

Qualquer coisa que precisar, estarei no e mail:
renatinhasol82@gmail.com

Graça e Paz sempre!
Abraços Fraternos...

Renata

Paulo Machado disse...

Creio que a maioria dos crentes que estão em dificuldades financeiras por causa de dívidas do consumismo, já leram todas essas coisas que estão escritas aqui.

Mas a questão é: Quantas vezes mais, eles ainda terão de ler esses ensinamentos, para que comecem a os por em prática, para se libertarem?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...