quarta-feira, 6 de maio de 2009

Os perigos da duplicidade.

Infelizmente nos últimos tempos convivemos no meio da Igreja do Senhor com pessoas que possuem uma duplicidade de vida. Mantém suas obrigações religiosas aos fins de semana e depois vivem como bem entendem, parecendo crer que o fato de estarem em um culto religioso semanalmente vai expurgar suas culpas ou ainda revitalizá-los espiritualmente.

Analisando as escrituras é possível perceber que a duplicidade não é um fenômeno exclusivo da pós-modernidade no meio do povo de Deus. Na bíblia é possível identificar passagens que aconselham as pessoas a tomarem o rumo correto, o da Palavra e das maravilhas proporcionada por Cristo quando o seguimos.

I Reis 18:21 – Elias diz: “...até quando vocês vão oscilar para um lado e para o outro?...”

I Coríntios 10:21 – Apóstolo Paulo afirma: “Vocês não podem beber do cálice do Senhor e do cálice dos demônio; não podem participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.”

Josué 24, a partir do versículo 1 – Começa uma explanação para o povo sobre os feitos de Deus e dos seus livramentos e continua no verso 15: “... escolham hoje a quem irão servir ... eu e minha casa serviremos ao Senhor.”

Em todos esses casos, Deus adverte o seu povo a sair da vida dupla e nessas advertências estão implícitos os perigos da duplicidade. São elas:

- Adorar outros deuses. Não é possível servir a dois senhores ao mesmo tempo (Lucas 16:13). Deus não aceita dividir a sua posição com ninguém. Portanto quem vive a duplicidade, estará servindo outros deuses;

- Não adorar em verdade é o segundo perigo. Jesus confrontou os fariseus falando sobre a sua vida de aparência, hipocrisia (Lucas 12:1). É como assumir uma segunda identidade para algumas situações. Nesses casos a duplicidade nos atrapalhará vivermos uma vida de adoração, pois quem assume uma vida de duplicidade sabe que não está sendo verdadeiro;

- Tornar-se servo do pecado. O homem nunca será livre. Se não escolher ser servo de Deus, estará servindo outros deuses (João 8:34). Só que os deuses como: do sucesso, das posses, do prazer sexual a qualquer custo, e outros, são cruéis, impiedosos e mentirosos, pois escondem as verdadeiras consequências de servi-los. Fazer de conta que serve a Deus, tornará o homem servo do pecado;

- Com a duplicidade deixamos Deus triste, ou seja, provoca o ciúme de Deus (I Coríntios 10:22) e atrai o seu fogo consumidor, “Até quando Senhor? Ficarás irado para sempre? Arderá o teu ciúme como fogo?” (Salmos 79:5);

- Não receber a verdadeira cura, por não lidar com a verdade. Nas escrituras (Jeremias 6:13,14), Deus faz a seguinte advertência “... Eles tratam da ferida do meu povo como se fosse grave. 'Paz, paz', dizem, quando não há paz alguma.

Irmãos, devemos fugir desse engano do diabo que tenta nos fazer acreditar que é possível viver em duplicidade, quando na verdade a duplicidade nos leva à morte, nos distancia de Deus, impede que sejamos curados e de nos tornarmos verdadeiros discípulos de Cristo.

Porque há um só Deus, um só batismo, um só Espírito, um só Salvador, um só Caminho. Devemos ser um em Cristo como o Pai, Filho e Espírito o são. Devemos adorar somente o único Deus que existe, pois como vemos com Deus não existe duplicidade.

Pr. Luciano Araújo

Fonte: Tabernáculo Jacuí

2 comentários:

james disse...

.

Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados, amado em Cristo, Rodrigo Melo.

Estamos adicionando seu link e banner em nosso humilde espaço.

Contamos com sua parceria!

Fraternalmente.

James.

Jesus, o maior Amor ///
...
..
.

Rodrigo Melo disse...

Olá James!Que realmente nos seja multiplicado a Misericórdia e a Paz!

Obrigado pela visita e pela parceria!

Espero vê-lo sempre por aqui!

A Paz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...