terça-feira, 2 de junho de 2009

Desfibriladores.

Por Rejane Oliveira - Vineyard Café | Mogi das Cruzes - SP

Sabe quando algo dá errado e você entra em coma sentimental?

Quando há a incapacidade de discernir o que, realmente, estamos sentido, quando tanto faz, quando nem dói mais.

Quando a confusão da sua mente te faz vegetar, você escuta apenas vozes, mas não compreende o que elas querem dizer.

Isso acontece todos os dias com milhares de pessoas, a vida é difícil, e para cada pessoa, um tipo de dificuldade.

O que dói em um, no outro faz cócegas, e este nível de dor é imensurável, incomparável.
O que para uns serve de muleta, para outros, combustível.
O que para uns enfraquece, para outros, os deixam mais fortes.

O que quero dizer com tudo isso, é que em todo caso de suposta morte, quando o coração pára de bater e a vida está se escorrendo, devemos aplicar um choque para que o músculo do coração seja estimulado ao ponto de retornar à vida, e esse choque deve ser intenso e não em uma única tentativa, mas diversas.

Sejamos desfibriladores na vida das pessoas que nos cercam!


Às vezes o que falta é o choque. É dizer a verdade, com jeito, pensando que se for intenso demais mata e se for fraco demais não faz efeito.

Se eu fizer uma análise desta fase da minha vida, com certeza posso afirmar que tive amigos que vieram apenas me visitar enquanto eu estava doente, amigos que vieram com remédio e boas palavras de consolo, alguns vieram fazer a vez dos 'doutores da alegria', mas o que realmente me fez reviver foi o amigo desfibrilador, que falou o necessário para ressuscitar o coração supostamente morto, que me fez enxergar o quanto eu valho e que não é hora de entregar os pontos, mas é hora de se fortalecer!

Hora e momento de crescer em todos os aspectos!

Crescer vale cada lágrima.

O que aprendi com isso?

Orarei a Deus para que eu saiba ser desfibrilador na vida de quem quer que seja. E com este gesto, possa ajudar a reviver corações supostamente mortos.

Um comentário:

Laguardia disse...

Por mais que eu tente não consigo deixar de levar este seu post para nossa sociedade hoje em dia.

De tanto ver corrupção, falta de ética, de honestidade e de moral, nos tornamos apáticos, insncíveis, como se estivéssemos em coma para este aspecto de nossa cidadania.

O governo e os políticos já debocham de nós como se fossemos um cachorro morto que não vai reagir a suas provocações.

E realmente não estamos reagindo. Não nos importamos mais com o que fazem com o dinheiro de nossos impostos. Continuamos apoiando o governo mais corrupto de nossa história.

O que podemos fazer para se o desfibrilador de nossa sociedade?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...