quinta-feira, 9 de julho de 2009

De 2009 para 1942.

"Não é a razão que me tira a fé - pelo contrário, essa fé está inteiramente baseada na razão-; são a imaginação e as emoções. A luta trava-se entre a fé e a razão de um lado, e a emoção e a imaginação do outro. (...) Um rapaz sabe, com base em evidências absolutamente certas, que determinada moça bonita que conhece é mentirosa e não é capaz de guardar um segredo, e que portanto não deveria merecer confiança; mas, quando se encontra com ela, a sua mente perde a fé nesse conhecimento e ele começa a pensar: 'Pode ser que desta vez seja diferente', e mais uma vez comete a tolice de contar-lhe o que não devia. Foram os seus sentimentos e emoções que destruíram a fé no que sabia de verdade."

C. S. Lewis - Mero Cristianismo. (Pag. 142)

Como pode um texto tão antigo, de 1942, expressar com tamanha veracidade a situação atual dos relacionamentos? O mais interessante é que eu literalmente vivi algo bem semelhante. Se não fosse tão grande a exposição para a outra pessoa faria agora mesmo a troca dos substantivos rapaz e moça e lhes contaria um segredo! rsrs


Porém, o foco não é falar da situação que passei em meados deste ano, mas sim refletir na falta absoluta de crescimento e evolução nos relacionamentos atuais, e não falo somente dos relacionamentos amorosos. Hoje em dia é tudo tão superficial que devemos dar uma valor enorme para as amizades geradas de um sentimento genuíno de respeito e dedicação, não em prol de si mesmo, mas em prol do coletivo.

Um fato interessante desse texto é que não se fala da fé em Cristo, mas da fé em pessoas. Você por acaso já perdeu a fé que depositava em alguém? Eu já! Confesso que é assustador. É como estar junto e perceber que não a conheço tão bem quanto achava que a conhecesse, e por mais que andássemos juntos, compartilhássemos assuntos, a sensação após a perda da fé nela é que realmente nunca fomos tão próximos um do outro.

Então temos uma pergunta: Em uma amizade superficial, quem mentiu para quem?

Lembrem-se que, temos a tendência de sempre deixar a emoção falar mais alto que a razão, e a imaginação falar mais alto que a fé.

2 comentários:

Marcelo Batista Dias disse...

Rodrigo,

Tenho um selo pra ti no meu blog.
Passa lá.
Abrçs.
Marcelo.

Rodrigo Melo disse...

Olá Marcelo!

Muito obrigado pelo selo, em breve posto ele por aqui.

Obrigado pela visita, volte mais vezes!

A Paz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...