quarta-feira, 8 de julho de 2009

Os planos de Deus ...

... podem ser frustrados?


Será que é possível frustrar algum plano de Deus? Será que é possível Deus desejar algo para alguém e isso não acontecer? Será que os planos de Deus podem ser frustrados? A resposta é sim. A Bíblia está cheia de relatos de algo que Deus desejou para alguém, mas aquilo acabou não acontecendo.

Alguém pode objetar perguntando׃ Mas Deus não tem todo o poder? É evidente que sim, mas a vontade de Deus não se impõe pela força e sim pelo amor.

Uma vez, Jesus contemplou Jerusalém e disse: “Jerusalém, Jerusalém, você, que mata os profetas e apedreja os que lhe são enviados! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram” Mateus 23.37. Ora, esse texto deixa bem claro que o Senhor quis algo para os seus filhos, mas eles não quiseram. Frustraram os planos de Deus para eles naquele momento.

Ou acreditamos que Deus realmente nos dá liberdade, inclusive de rejeitá-lo, ou de fato não há liberdade alguma e somos marionetes, sem nenhum poder de decisão.

O que vejo na Bíblia é um Deus amoroso, sempre tomando a iniciativa, sempre nos cercando, mas sempre esperando, nunca se impondo. Quando nos voltamos para ele, a esperança de Deus se concretiza, quando o rejeitamos, sua esperança fica frustrada.

Por isso que a figura do pai do filho pródigo é tão importante para mostrar o caráter de Deus. Que libera o filho rebelde, mas está sempre esperando sua volta, e quando ele volta, o recebe com festa.

Assim é Deus, ele espera ser amado por quem ele é, não porque ele nos obriga. Se ele nos obrigasse a amá-lo esse amor não teria valor algum, porque amor sem liberdade não é amor. Amor com base na força e na ameaça não é amor. Amor com base no medo não é amor, porque no amor não há medo.

Pensemos juntos: será que é plano de Deus que um jovem destrua sua própria vida nas drogas? Que uma jovem venda seu corpo, se prostituindo pelas ruas? Será que Deus determinou que um criminoso estuprasse e matasse uma criança inocente? Isso era plano de Deus? Claro que não!

O plano de Deus, o desejo de Deus é que toda pessoa o conheça e desfrute do seu amor. O plano de Deus é que a paz e a justiça sejam estabelecidas na Terra. O chamado de Deus é que queiramos ser participantes de seus planos, para que estes não restem frustrados.

Por mais que haja pessoas que frustrem os planos de Deus, agindo muito diferente daquilo que ele espera e deseja, creio que sempre haverá pessoas que compartilharão dos sonhos de Deus e serão parceiros dele no estabelecimento de seu Reino. Espero estar fazendo parte desse grupo de pessoas.

4 comentários:

Ame Missões! disse...

Blog perfeito, postagens maravilhosas. Obrigado por seguir meu blog, também estou seguindo o seu.

saudepelasplantas disse...

E rejeitamos esse amor todos os dias nos afastando e não ouvindo seus apelos amorosos. Ó maravilhoso amor de Deus!

Leonardo Gonçalves disse...

Meu nobre amigo!

O homem precisa crer; e a fé é dom de Deus.

Lhe é demandado arrependimento; mas ele está morto.

Ele é salvo porque quis; porém é eleito desde a fundação do mundo.

Lhe é dito: "Chegai-vos a Deus"; mas Jesus declara que ninguém o faz se o pai não o trouxer.

Nesse mundo de teólogos engessados, cada qual puxou a brasa para a sua sardinha. Poucos foram capazes de reconhecer e aceitar o paradoxo existente nas Escrituras, como Karl Barth.

Há centenas de outras coisas que não entendo na bíblia, mas uma coisa é certa. Ele me amou, me conheceu, me salvou. Ele ama o mundo e eu preciso refletir este amor através das minhas ações.

Quanto ao "ordo salutis", este é um mistério. Resigno-me à minha condição de servo, e creio que Deus, em sua perfeição, planejou nossa salvação da maneira mais justa possível.

Graça e paz!

Leonardo.

Marcio Alves disse...

Caro Rodrigo Melo, o texto do meu chara Marcio Rosa é significativo.


Pois vejamos:


Se Deus planejou ou planeja as nossas vidas, caminhos e destinos, logo se segue, que não há liberdade.


Agora, se há verdadeira liberdade, não podemos conceber que exista sequer planos de Deus para nós.


Ou é um, o outro, não dá para conciliar, as duas opções são auto excludentes.


Um abraço


Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...