sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Guerra santa na blogosfera cristã

Por Antônio Mano - Blog Mano & Lívia

Desde que sentenciei-me a empregar momentos do dia com este blog, expressando e reverberando, bati inúmeras vezes na alteração da verdade, que porfia a coroa apologética entre os blogueiros cristãos, os quais desavêm em algumas faixas por mim percebidas.

º Uns de igrejas ditas históricas, com tintura intelectual geralmente;

º Uns de igrejas ditas pentecostais, possuidores de grande teor emocional e coloração espiritual;

º Uns de igrejas neopentecostais ou de outros chamativos, que se contemporizam nas formas e linguagens.

Penso que as questões diversas, têm principalmente, a Bíblia como eixo de rotação. Nisto, reputo que a Bíblia é um livro sagrado. De sagrados textos, inspirações e revelações. De santos (separados) homens escritores. Creio que Deus fala-nos através dela e contra passo não crendo que ela seja A Palava de Deus. Creio na inerrância bíblica e por isso, creio que Jesus Cristo é A Palavra de Deus. Não existe teologia no mundo que faça Deus caber na Bíblia. Se Deus não for maior, a própria é desapreciada à um grande complexo de estórias, e não de histórias.

É certo que muitos se aproveitam disto para “ver” e “ouvir” Deus e anjos (e suas nomenclaturas e ou entendimentos) em lugares diversos e de formas mais diversas ainda. Por isso talvez, Martinho Lutero tenha dito o que disse a respeito de tais experiências. E é pouco depois de Lutero, que viemos perdendo o exercício do discernimento espiritual. É mais seguro, usarmos a Bíblia como âncora e molde. Sim, é seguro, mas também, revela nossa imaturidade e insegurança. Expõe nossa cegueira e temor diante dos detractores que usurpam e manipulam as Sagradas Escrituras e o povo. E isto, nos leva aos embates teológicos.

Não me atrevo a questionar a relevância da blogagem cristã, seria pré-potente, e desonesto, visto que não conheço-a em sua totalidade. O que menciono aqui, é uma generalização cruel e injusta (toda generalização assim se torna), do reflexo da maioria dos (poucos) blogs que leio.

Graças a Deus pelas excepções!

Apesar de discorrer superficialmente, pensei ser interessante reverberar aqui estes pensamentos, mesmo me arriscando a incorrer no mesmo erro.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...