domingo, 18 de abril de 2010

Deixe Deus forjar a sua vida.

Por Marcus Aranha do blog A caminho de casa

"A espada é a alma do Samurai", diz a regra do Bushido*.

Símbolo de coragem e lealdade, a espada era a arma favorita de um samurai. Houve uma época em que surgiu um grande fabricante de espadas, o nome dele era Masamune, até hoje, considerado o grande mestre desta arte, pois suas armas eram imbatíveis em combate na mão de grande guerreiro. Não havia outro artesão como Masamune. Mas o que diferenciava suas armas das demais?

A resposta se encontra no processo de fabricação de suas espadas. Masamune, ao contrário dos demais artesãos, fazia uso das "impurezas" decorrentes do processo de purificação do aço. Enquanto os demais fabricantes procuravam usar apenas o que havia de melhor, de mais "puro" do aço em suas espadas, tornando-as fortes e duras, Masamune, misturava de um modo singular, as impurezas com o que havia de melhor, tornando a espada não somente fortes, mas também flexíveis, capazes de suportar o impacto dos ataque dos seus inimigos, o que as outras espadas não conseguiam por muito tempo, mesmo sendo fortes e tendo sido forjadas do aço mais puro. Elas se quebravam em batalha, enquanto que, as de Masamune permaneciam imbatíveis, pois na sua fraqueza encontravam o que havia de melhor e mais forte em si mesmas.

Assim somos nós, mesmo quando não conseguimos entender o processo de fabricação do forjador de nossas vidas. Cremos que, se Deus tirar tudo o que nos faz sofrer, tudo o que nos limita, tudo o que pode nos levar ao sofirmento, seremos imbatíveis e conseguiremos vencer as tentações e lutas, porém, assim como as demais espadas, nos consideraríamos as melhores pessoas do mundo, "santos" e "puros". Paulo em sua carta aos coríntios disse: "E, para que não me ensoberbecesse com a grandeza das revelações, foi me posto um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de que não me exalte. Por causa disto, três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim." 2 Coríntios 12:7-8.

Deus, assim como Masamune, faz uso de nossas fraquezas, do nosso sofrimento, trasformando algo que seria ruim a priori, em algo bom, para nos moldar de modo inimaginável o nosso caráter, assim como foi com Paulo. É tanto que, após Paulo pedir a Deus para tirar o espinho e este mais uma vez recusar, este lhe dá a seguinte explicação: "A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza" 2 Coríntios 12:9. Paulo, que outrora se julgara um grande mestre da lei, aprende através do seu sofrimento, de suas tribulações a depender unicamente da graça de Deus Filipenses 3: 4-11.

Isto nos faz lembrar que, segundo a religião Shinto, seguida pelos antigos guerreiros, a espada seguia as "vibrações" de quem a forjava. Quando nos achamos "bons" o suficiente para suportarmos sozinhos as tribulações da vida, esquecemos facilmente de Deus. Todavia, quando não nos achamos dignos, quando clamamos por misericórdia, visto nossas fraquezas, tendemos a nos voltar mais para Deus e nos entregarmos completamente em Suas mãos. Foi isto que Paulo entendeu: "De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo" 2 Coríntios 12:9.

E você? Como você tem encarado a si mesmo? Como você tem enxergado as adversidades e lutas pelas quais você tem passado?

Dizem aqueles que ainda hoje procuram seguir o processo de fabricação de Masamune que, ao longo do processo, o pedaço de aço é cortado, dobrado e batido por diversas vezes, quando não se encontra envolto pelo calor do fogo da fornalha. É tanto que as espadas de Masamune apresentavam muito mais veios do que qualquer outra espada. Isto por acaso não nos faz lembrar das palavras de Paulo que após alcançar a maturidade espiritual afirmava: "Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte." 2 Coríntios 12:10. Somente uma pessoa madura e que passou pelo deserto da vida pode afirmar que sente prazer no sofrimento.

Será que poderíamos afirmar com convicção estas mesmas palavras? Paulo compreendeu que o sofrimento é uma oportunidade única de Deus trabalhar em nossas vidas, de nos aproximarmos d'Ele e gozar de Sua presença a nos moldar segundo o caráter do Seu filho. Tiago também em sua carta, mencionou: "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes" Tiago 1:2-4.

Quando Paulo se entregou por completo nas mãos de Deus, como aquele pedaço de aço que se entrega nas mãos do forjador, Paulo foi moldado por Deus de tal modo que o orgulho que outrora existia, não mais se encontrava no coração de Paulo, antes, um espírito humilde e dependente de Deus, mas acima de tudo, uma espada pronta para ser usada pelo Espírito.

Você tem passado por dificuldades? Você tem se sentido incapaz diante das tribulações? Não sabe como resolvê-las? Saiba meu irmão, que Deus quer que você fique forte, permitindo que Ele trabalhe e molde sua vida, enxergue esse momento como uma oportunidade para crescer, pois quando visto do modo correto, o sofrimento pode trazer grandeza à vida, como certa vez afirmou, A.W. Tozer:

"É duvidoso que Deus abençõe grandemente um homem enquanto não o fere profundamente."

Fiquem com Deus!!!

* Bushido significa "o caminho do guerreiro". Era um codigo de conduta não escrito e um modo de vida para o samurai que tinha neste, como maior principio, uma morte com dignidade.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...