terça-feira, 11 de maio de 2010

É surreal.

Não tem outra palavra que defina melhor esse momento. Se me contassem talvez eu não acreditaria, mas a vida é assim, cheia de surpresas e desafios, não é verdade?

E depois de ouvir alguns comentários, comecei a pensar naquilo que me define como crente, e o que me faz ser um remido do Senhor. Acho que a resposta é bem simples: O sacrifício d'Ele na cruz.

Mas então porque existem pessoas que insistem em travar uma guerra santa?

Querem saber de uma coisa? Podem continuar falando sobre minhas inúmeras teorias, sobre minhas ideias que demonstram convicção extrema. Podem continuar tecendo seus comentários inescrupulosos a meu respeito, continuem a insinuar que com meus pensamentos posso corromper seu (agora) pequeno grupo. Mas, lembrem-se de que talvez estejam falando de alguém que não conheçam de fato, isso porque ser 'amigo' é muito mais que andar junto semanalmente.

A propósito, já pararam para pensar que talvez nem vocês (dos que sobraram) se conheçam de verdade? A cada dia que passa, eu tenho essa certeza: vocês fazem parte de um grupo de 'estranhos amigos'.

Voltando a guerra santa, podem continuar essa batalha, mas agora sozinhos. Tenho muito o que fazer, como por exemplo, cuidar da minha vida, o que acham? E por isso não me sobra tempo para perder com essa demagogia barata que visa medir o nosso grau de re-li-gi-o-si-da-de. Deliciem-se com essa vitória, só não esqueçam dos frutos...

[pausa para ver os frutos ... mini-flashback]

... Que frutos? ... Pois é, pergunto o mesmo, quais frutos e onde estão? Na verdade não estão, pois nunca existiram, nunca, nunca, nunca (será - piada interna - rsrsrs)... talvez um dia, quem sabe.

Deus não quer que sejamos morno em nossas decisões, então decidam-se logo e deixem de usar a expressão 'se', pois isso não os livra do pecado oculto, muito menos do aparente, não os torna mais crente e nem mais espirituais.

Ah... só mais uma coisa, terminou de ler? Já que terminou preciso fazer um último pedido, posso? Não precisa orar para que o 'demônio' saia de mim, ok? Não estou possuído, só estou sendo realista.

É tudo TÃO surreal!

3 comentários:

Virgínia disse...

Pois é, e eu na minha ingenuidade acreditei em uma grande mudança, acreditei que estavam humildes de verdade e que a soberba que os consumia já não mais existia. Acreditei na pele de cordeiro, mais na verdade sempre foram aves de rapina que vivem em constante guerra santa ou guerra por poder, agora pergunto qual poder? Agora entendo porque não prosperam...porque vivem de aparência. Não consigo ter nenhum tipo de sentimento por pessoas assim.

T.a.t.h.i.a.n.a L.u.c.e.n.a disse...

Olá, Rodrigo. Tudo bem com você?
Não se consegui alcançar a sua intenção quanto à surrealidade. rsrs
Não diria que você está possuído tbm.
Só espero que suas convicções sejam moldadas pelo Evangelho da Graça!
Afinal, você é amado e importante aos olhos de Deus. Nunca duvide disto.
Bom, quero convidá-lo a me visitar...
www.tathicomvc.blogspot.com

E espero que você goste.

=)

Eduardo Medeiros disse...

Rodrigo, faz um tempinho que não comento aqui, apesar de ler suas postagens, mas é que estou sem computador em casa e isso está limitando meus comentários nos blogs que eu sempre visito.

Não sei bem qual é o contexto em que você escreveu este texto, mas posso imaginar.

Cristo nos chamou à liberdade e foi um crítico audaz do sistema religioso judaico do seu tempo, mergulhado no ritualismo vazio e sustentador de um status quo onde a eleite sacerdotal era a grande benificiária.

Não é à toa que dele também foi dito: "tens demônio"...

um grande abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...