quinta-feira, 3 de junho de 2010

Líderes ocupados demais...

Nos preocupamos demais com o que as pessoas pensam a nosso respeito e isso é natural, mas daí achar que tudo o que falam ou escrevem está directamente ligado a determinada liderança, aí já é demais não acham? Concordo que aquilo que escrevemos faça parte do reflexo e da mudança pertinente ao ocorrido, mas como dizem no popular 'tão se achando a última bolacha do pacote'.

O que precisamos na verdade é de bons interpretes de texto, pois uma boa leitura só nos faz crescer. Infeliz daquele que as usa para réplica no sentido de justificar seus actos e de se desculpar por erros que não se podem esconder e nem maquiar.

Me preocupa esse tipo de liderança, pois serão os novos vendilhões dos templos, os que não respeitam 'A' ou 'B', a não ser que estejam de acordo com suas 'linhas teológicas'. Brincam com tudo e com todos e se esquecem do propósito maior de ser cristão, pois apenas 'estão' cristão.

Segue agora um texto com réplica e tréplica. Leiam e reflictam, deixem ser usados por Deus.

Texto:
Na fundição das estatuetas da antiguidade, era muito comum preencher com cera os buracos e assim dar um visual mais bonito à arte final. Quando, por um acaso, uma delas saída do forno sem qualquer buraco, o uso da cera era desnecessário. Isso valorizava ainda mais a peça que era vendida como "sin cera". Daí o termo sincero.

Isto é integridade. Ser íntegro é possuir a qualidade de ser inteiro, completo, sem divisões, sem dois sentidos, sem duas lealdades, sem segundas intenções.

Quando Deus falou a Salomão, renovando a aliança que havia feito com o seu pai Davi, prometendo-lhe a confirmação do trono, Ele impôs uma condição: "Se andares perante mim como andou Davi, teu pai, com integridade de coração e com sinceridade, para fazeres segundo tudo o que te mandei e guardares os meus mandamentos e juízos, então confirmarei o trono do teu reino..." (1 Rs 9:4). Deus pede que o líder cristão seja íntegro.

"Dê-me um líder que cometa erros, mas chega a algum lugar, ao invés daquele que permanece no velho sulco, nunca faz nada errado nem faz coisa alguma." Oswald J. Smith

Réplica:
A capacidade de conviver com críticas. Como se diz no popular, "nem Jesus Cristo agradou todo mundo". Nesse caso, uma vez que o líder se posiciona, assumindo sua responsabilidade de levar todo mundo rumo ao bem comum, certamente contrariará interesses particulares, e conseqüentemente será alvo de palavras duras e imerecidas. Sempre. Eis as razões porque o exercício da liderança não é para qualquer um.

Tréplica:
Jesus pode não ter agradado a todos, mas andou em paz com todo mundo. Como foi dito, a liderança não é mesmo para qualquer um, pois em algumas pessoas faltam carácter e esse é o principal dom para uma liderança saudável. Como diz aquela frase "Carácter é o que somos no escuro" somente você sabe o que realmente é, e por muitas vezes passa os outros para trás justamente por não ter carácter algum! Infelizmente, algumas pessoas nunca tiveram a experiência de ter uma liderança antes, por isso não sabem realmente o que é ser cuidado e amado e não explorado.

Engraçado, que coloquei esse texto porque achei interessante, e não para atacar ninguém, mas como dizem "a carapuça serviu".

"A liderança não é opcional. Ela é o ingrediente essencial do sucesso de qualquer organização. Deixe de lado a liderança e a confusão substituirá a visão." É bem isso que está acontecendo, se nomeiam tão líderes, mas não entendo porque tanta confusão assim por uma coisa que graças a Deus já passou. Falam tanto de perdão, mas o engraçado é que não exercem, é fácil "falar", não?

Ao invés de confusão, visão, por favor?!

Um comentário:

Fabio Faith disse...

Muito boa postagem...bemm detalhada e realmente essencial.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...