sábado, 25 de setembro de 2010

Confissões... (4)

Dia desses postei no twitter que estava um relaxo no blog, pois precisava pensar menos e escrever mais. Essa talvez seja a receita para se manter um blog, mas será que é válido?

Eu, por exemplo, costumava escrever sobre tudo o que acontecia e de certa forma gostava de deixar o meu recado para as pessoas envolvidas, mas com o passar do tempo percebi que não importa (para os outros), pois não serão minhas postagens que farão acontecer alguma mudança em suas medíocres vidas (ou vão?).

É verdade, sinto-me inclinado a expor algumas histórias, mas de nada valerá se não para ridicularizar pessoas, e não farei isso. Mas posso aqui dizer o que sinto, e isso não será de todo ruim, pois falo de mim.

Conforto-me com os acontecimentos e por poder descobrir que não somos nada se comparado a imensidão do mundo. Somos tão pequenos, tão insignificantes e teimamos em travar guerras infinitas, apenas para nos satisfazer o ego.

Conforto-me com os meus pensamentos e por poder perceber o quanto estou melhorando, pelo simples fato de apenas observar.

Conforto-me com os poucos telefonemas, com as poucas mensagens e com o trato rebuscado que se transformou alguns relacionamentos. É um tanto exagerado achar que todos ao nosso redor são amigos de verdade, mas aos poucos que o fazem é o suficiente para manter esse “mistério” da amizade.

Estou contente por ver (A)amigos desenvolvendo ministério. É verdade que alguns resolvem fácil os mal-entendidos para assim usufruir o que há de melhor em ser líder, mas louvo a Deus por aqueles que perseveraram e estão contribuindo para o Reino de forma exemplar, sem que necessariamente seja mais importante o título do que o servir.

Louvo a Deus por um casal (estamos em dívida com eles) que em um ato de verdadeira ousadia nos mostrou que os detalhes da nossa vida e as mentiras contadas por (até então) cristãos não devem ser mantidas como empecilho para o nosso crescimento espiritual.

Apesar de preferir o barulho ensurdecedor do SILÊNCIO, ao silêncio absoluto da OMISSÃO, ainda estou vivendo o melhor para minha vida!

"Coloquei toda minha esperança no Senhor; ele se inclinou para mim e ouviu o meu grito de socorro." Salmos 40:1

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...