sábado, 11 de setembro de 2010

Viva o mehor da vida, viva!

Nosso problema é realmente a saudade do passado,  e achar que tudo poderia ser melhor. Eu acredito que o melhor para minha vida é o agora, podemos melhorar sim, mas o que vivemos nesse momento é o melhor até então.

Alguns acontecimentos recentes me colocaram no curso certo, ou não, mas ao menos estou mais próximo da realidade do que antes.

Sabe de uma coisa... a morte sempre quer nos dar um recado e quando ela surge, repentinamente ou quando é aguardada, costuma sempre sussurrar ao pé do ouvido: um dia chegará sua vez. E a pergunta que fica no ar é: O que tenho feito dia após dia para que ao final desta vida todos (ou quase todos) possam olhar e dizer 'Enquanto viveu fez muito bem à todos!'?

Será que tudo que tenho feito tem agradado aos outros? Bom, se agrada ou não, não me importa, o que realmente importa é poder levar uma vida íntegra, sem contradições, nem partidarismo. Uma vida digna de ser vivida, com altos e baixos, com emoção, com privações, com regalias, enfim, sinto-me orgulhoso por ser assim.

Tenho contacto com pessoas que passam o dia inteiro reclamando que estão sofrendo, que não são felizes, que são perseguidas, que... que e que ... o que penso de imediato? Suas escolhas definiram o curso da sua própria vida. Dá vontade de falar, berrar e xingar até que a pessoa entenda que tudo tem acontecido por uma escolha (errada ou não) e que é o melhor para a vida dela para aquele momento. Mas prefiro deixar que a própria vida encaminhe a resposta em seu tempo.

Sempre estamos tão ocupados com a falta de tempo, a falta de compreensão, a falta de amor, a falta de dinheiro, a falta disso e daquilo, que nos esquecemos de viver o melhor que temos para esse exacto momento.

Quem me conhece sabe que não sou tão optimista assim, mas tenho me policiado afim de viver as pequenas, porém importantes, mudanças na minha vida. Então, o que tenho feito com a falta de tanta coisa para mim? Estou preenchendo com a esperança...

Não vou dizer aqui o que espero, mesmo porque, como disse anteriormente o que tenho para o momento me basta, é suficiente, é o melhor.

Se você que está reclamando de falta de amigos, falta de dinheiro, de um emprego novo ou melhor, de um amor de verdade, de uma família, de filhos ou de não ter filhos, e de tantas outras coisas, saiba que poderia estar pior, mas pela graça de Deus, Ele nos sustenta, nos mantém de pé mesmo nas situações mais adversas...

Se chover, se esbarrarem em você, se te derem uma fechada no trânsito, se te maltratarem, te humilharem, te decepcionarem, se, se e se ... saiba de uma coisa:

É a contingência da vida.

Então, viva o melhor da vida, VIVA!

2 comentários:

Juci Barros disse...

Muito bom conselho!
Beijos.

Marcelo Mathias disse...

Filhote, este texto DE-TO-NOU !!!

Parabéns.

A parte boa de beirar os trinta é a maturidade que a gente ganha. Seu texto demonstra bastante isso.

Desejo muito sucesso para você!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...